15/08 Por: em Destaques Comentários

Justin Bieber negocia participar da 4ª temporada de The Walking Dead

BIEBER TWD4

Ótima atuação. Aprovada.

 
15/08 Por: em Comentários

Coisas que você não sabia sobre o Facebook

Essa ainda continua sendo a melhor imagem pra demonstrar nossa indignação:

QUAL A NECESSIDADE DISSO

Não polua o facebook.

 
15/08 Por: em Destaques Comentários

A melhor enfermeira de todas

BRUNA

Bruna, a enfermeira da zuera.

Foi enfermeira do Igor Seco.

 
14/08 Por: em Comentários

Falar de mim é fácil, quero ver pular e girar no salto 16

Rapaz talentoso se irrita com provocação no Ask.fm e resolve mostrar todo o seu talento, desenvoltura, equilíbrio e malemolência em cima de um salto alto:

Veja in loco.

 
14/08 Por: em Destaques Comentários

Professora ensina alunos a tratarem ejaculação precoce e é demitida

professora Janaina Barbosa Leite

Janaina Barbosa Leite, 25 anos, professora de ciências da rede pública estadual do Recife foi exonerada por ter ensinado alunos do oitavo ano do Ensino Fundamental a controlarem a ejaculação precoce por meio da masturbação.

Segundo relato de familiares dos alunos, a professora durante a aula respondeu a um questionamento de uma aluna de 13 anos que teria dito que o namorado de 14 anos não consegue controlar o ímpeto sexual durante a relação. Em palavras da própria aluna “ele goza antes de mim e depois o pau dele amolece de um jeito que não tem jeito que dê jeito”.

Alunos afirmaram que a professora teria dito textualmente que “é só ele treinar em casa durante a masturbação. Quando estiver perto de gozar ele para. Repetindo isso trinta vezes durante a punheta, ele consegue se controlar e  na hora do ‘bem bom’ você vai gozar gostoso”.

A professora fez esta orientação durante a aula e solicitou que os alunos que também tivessem esta disfunção sexual treinassem em casa a lição pedagógica da engenharia do prazer. Estefânia Oliveira da Silva, mãe de um aluno de 14 anos, ficou estupefata e disse a reportagem que o filho “não quer saber de outra coisa agora. Vive no banheiro fazendo estas imundices. Daqui a pouco a tampa da privada engravida”.

A professora se defende dizendo que “é ingenuidade achar que um filho adolescente nos dias de hoje não tem vida sexual. O que fiz foi um dever de meu ofício. Faz parte do conteúdo programático a masturbação. Só passei um dever de casa”.

VEJA TAMBÉM: Forró bem humorado fala de diversidade sexual