Destaques

Recebi um e-mail hoje, de um amigo vegetariano. Ele falava de uma notícia sobre um policial rodoviário que matou vacas e bois a tiros. Meu amigo estava mobilizando pessoas para montar um protesto contra o ato. Leia abaixo o conteúdo do e-mail:

Um agente da Polícia Rodoviária Federal foi flagrado ao matar a tiros um animal na altura do quilômetro 514 da BR-040, na região da Grande Belo Horizonte. Os animais ficaram soltos na pista após um acidente entre um caminhão e uma moto. Muitos bois e vacas ficaram espalhados pela pista. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Rodoviária Federal, o policial se justificou dizendo que teve de atirar porque a situação se tornou incontrolável e que os animais soltos na estrada poderiam provocar outros acidentes. O policial teria sido autorizado pelo dono da carga a atirar. Ainda de acordo com o órgão, a ação do policial foi correta.


Agora responda:

{democracy:73}

Demorou mas eu voltei a gravar um set mixado de psy trance, dê uma olhada no setlist:

Pixel vc Space Cat – New Vision
Eskimo – Scrammling Signals
Melicia – Genesis
Wrecked Machines – Far Away
X-noize vs John 00 – Flemming

Curtiu? Agora baixe: Download Psy Trance.

SAI DAE OBAMA SEVAI MORREEEE!

Conhece o blog do Luide?

Clique na imagem e solte um FFFFFUUUUUUUU você também. 😉

Estimativa dos biólogos é que 60 mil animais cheguem ao litoral sul do Brasil neste início de ano, 25 mil só em SP.

Focas no litoral da Califórnia

Focas no litoral da Califórnia

ILHABELA – Biólogos do Brasil, Argentina e Uruguai informaram nesta segunda-feira que o movimento migratório das focas – que geralmente vivem nas regiões mais geladas da Argentina – deve aumentar muito neste início de ano. O motivo é a mutação de seu habitat natural devido ao aquecimento global. O transtorno pode ser igual ao de acontecido na Califórnia, Estados Unidos.

“Notamos um aumento de temperatura considerável no sul da Argentina, o que faz com que esses animais busquem outros lugares com a temperatura mais amena. Só que, ao seguir a corrente das Malvinas, acabam desembarcando no litoral sul do Brasil, onde a água é gelada, mas o clima não” – disse Humberlito Borges, biólogo da USP.

A corrente das Malvinas banha, além do litoral argentino, todo o litoral sul do Brasil, chegando até o Espírito Santo. De acordo com Borges, estes animais, cansados da longa viagem, acabam buscando locais para descansar. Atraídos pelas águas geladas, a estimativa é que cerca de 25 mil acabem chegando ao litoral sul de SP e outros 20 mil às praias de Cabo Frio e Arraial do Cabo, ambas no RJ, tumultuando ainda mais as praias já tão lotadas no verão.

“É preocupante, as pessoas não sabem lidar com estes animais e certamente eles vão virar atrações no litoral. Acontece que, quando estão em bando, se tornam bastante agressivos. Estamos estudando medidas para minimizar este impacto, talvez até isolando algumas áreas somente para as focas. Vamos pagar o preço por tantos maus-tratos ao nosso planeta.” – completou Borges.

O inverno deste ano foi bastante rigoroso, confesso que passei um pouco de frio até desenvolver uma técnica fodástica para me proteger do frio curitibano. Como estou morando aqui a pouco mais de cinco anos, eu adquiri certa intolerância ao calor. Temperaturas acima dos 28 graus são raras por essas bandas, por isso é difícil ter uma defesa eficiente contra sol escaldante e inesperado que tem feito nos últimos dias. Mas como sou um cara sagaz, mais uma vez eu desenvolvi uma técnica ninja contra as variações bruscas de temperatura, veja:

Em tempo: Aguardo ansiosamente a adição dessa imagem ao artigo Piscina de 1000 litros, da Desciclopédia. 🙂